Bateria de celular e bateria de tablet: você sabe como funcionam?

Tempo de leitura: 6 minutos

O uso dos dispositivos móveis depende de um aspecto fundamental: a bateria. Afinal, é esse elemento que oferece a energia necessária para que os aparelhos funcionem conforme o esperado. A bateria de celular, porém, não é exatamente igual à do tablet.

Como os dispositivos são distintos em várias qualidades — uso, tamanho, recursos —, esses itens também são diferentes. Conhecer o funcionamento de tais partes é essencial para garantir que tudo sempre funcione da melhor maneira, com máxima eficiência.

Quer entender como atuam a bateria de tablet e a de celular? Continue a leitura e descubra!

Quais são as principais diferenças entre elas?

Como são usadas para propósitos distintos, é comum que nem todas as características entre a bateria de celular e a de tablet sejam iguais.

As dimensões compõem um dos aspectos principais. Como o tablet é maior que a maioria dos celulares, o elemento de carga se adapta a esse tamanho. Em parte, tem a ver com o aumento da capacidade para garantir autonomia.

Por falar nisso, a bateria de tablet apresenta uma quantidade reforçada de transferência de energia — medida em mAh. Comparativamente, as de tablet têm maior durabilidade. É algo que faz sentido, porque, a tela maior e o volume ampliado de recursos consomem mais corrente, então é preciso uma disponibilidade expandida.

Por outro lado, elas também guardam semelhanças. Em geral, ambas são do tipo íon-lítio. Essas são modernas, mais leves e oferecem um bom desempenho.

Como ficam a bateria de celular e de tablet com o uso?

Conforme o tempo passa, é normal que esses elementos sofram algumas mudanças. Isso é natural, porque a vida útil da bateria de tablet, assim como a de celular, é limitada.

De forma simples, acontecem reações químicas entre os íons metálicos. Com o uso, há a cristalização de sais, o que diminui a eficiência da passagem de corrente. Como consequência, há a sensação de que a carga dura menos tempo.

Além disso, o avanço dos elementos operacionais também gera mudanças nesse sentido. Quanto mais potente se torna um sistema, maior é o nível consumido. Então, aparelhos antigos que são atualizados, normalmente, sofrem com a perda de desempenho e de autonomia dessa questão.

Quais são os principais mitos e verdades sobre o assunto?

Quando se fala em bateria de celular e de tablet, algumas afirmações são muito populares e difundidas. O problema é que nem todas são verdadeiras e há mitos quanto a melhor forma de usar esses itens. Para ajudá-lo a saber o que é verdade, veja afirmações sobre o tema e descubra o que não passa de boato.

“A bateria pode ficar viciada com o uso”

Mito. Provavelmente a causadora da maior confusão, a ideia de que esses elementos podem ficar viciados não é verdadeira. Isso porque as de íon-lítio trazem uma tecnologia moderna e não sofrem com o efeito de memória. Esse é um impacto sentido apenas entre as de níquel-cádmio, que surgiram na década de 1960.

Então, não é preciso esperar o aparelho chegar a 100% para tirá-lo da tomada ou a 0% para colocá-lo para carregar. É possível usar e remover o carregador sempre que desejado, sem prejuízos para o funcionamento.

“O carregamento no carro é mais lento”

Verdade. A velocidade de carga depende, entre outros fatores, da intensidade da amperagem. Quanto maior ela for, dentro de limites, menor é o tempo necessário.

Ao colocar a bateria do celular ou tablet para carregar no carro via USB, o desempenho é reduzido. Nesse caso, é comum que o aparelho demore muito mais para ter variações positivas na carga. Por outro lado, é possível substituir a conexão USB por um adaptador na entrada do acendedor de cigarro. Assim, o resultado é satisfatório.

“A temperatura não influencia o desempenho”

Mito. Como é feito com materiais metálicos, o componente conta com reações químicas importantes. Qualquer alteração brusca nas condições pode afetar a performance, como a temperatura a qual a bateria é submetida. Quando ela fica muito quente ou fria, a transferência de corrente e a vida útil são afetadas.

É por isso que é recomendado não utilizar o aparelho enquanto ele estiver carregando. Do contrário, a temperatura pode ficar muito alta, o que compromete a durabilidade do elemento.

“O carregamento com o aparelho desligado é mais rápido”

Verdade. Para quem deseja energizar as baterias, de modo eficiente e em menos tempo, uma alternativa é desligar o dispositivo. Isso acontece porque não há um gasto de carga para manter o sistema operacional ou aplicativos, ainda que no plano de fundo. Assim, é preciso esperar menos até que o equipamento esteja totalmente carregado.

Se não for possível ou desejado desligar, dá para limitar o uso de certos aplicativos, diminuir o brilho da tela ou mesmo colocá-lo no modo avião. Tudo isso garante menor consumo enquanto o carregamento acontece.

“Nunca é preciso trocar a bateria do celular ou tablet”

Mito. Dependendo das condições de uso, da tecnologia, do sistema operacional e de outros elementos, a bateria de um dispositivo móvel tem, sim, que ser trocada. Isso acontece quando a atualização do sistema passa a consumir muito mais energia do que antes. Nesse caso, pode valer a pena substituir a atual por uma com amperagem maior.

O mesmo vale para as situações em que o uso do elemento não foi feito da melhor maneira ao longo do tempo. Com a troca, é possível garantir um bom desempenho e uma durabilidade ampliada.

Por que fazer um curso na área?

Uma das maiores queixas dos clientes é sobre o funcionamento da bateria de celular e eletrônicos afins. Afinal, todo mundo deseja ter aparelhos que durem por mais tempo, antes que tenham de ser conectados à tomada.

Para oferecer excelente assistência técnica e com total capacitação e diferenciação, é interessante fazer um curso na área. Você aprenderá a identificar os principais problemas, a definir as melhores soluções e até a realizar a troca.

Isso garante um atendimento muito eficiente, direcionado e com qualidade. Assim, há diferencial e você consegue máxima satisfação dos clientes.

A bateria de tablet e a de celular têm características distintas que devem ser conhecidas. Ao explorar os mitos e verdades e entender os efeitos do uso, é muito mais fácil oferecer um bom atendimento.

Para se capacitar, entre em contato conosco e conheça os cursos disponíveis

Comentários

comments